Se já viu este filme, veja-o novamente: a verdade custa a ver.

sábado, 20 de Setembro de 2014

Marcha contra as alterações climaticas

Estão se a passar reuniões de pessoas, em todo o mundo, neste equinócio, para se manifestarem contra as alterações climáticas induzidas pela ganãncia das companhias de petróleo e quejandas.
Não vejo que se confirme o encontro de Guimarães mas, no Porto, o Norte de Portugal vai marcar presença neste acontecimento global no Parque da Cidade, pelas 16:00 horas

As manifestações começaram do outro lado do Mundo: sao fotos de hoje!
Dia 21, pelas 16:30 da tarde, no Porto :

quarta-feira, 17 de Setembro de 2014

YES Scotland!

O individuo, a família e a nação são reais. As ideologias não. Os atrasados mentais que “pensam” que se pode prejudicar alguém para bem do individuo, da família ou da nação, não passam disso, de atrasados mentais, como os racistas.
Um individuo pode passar a vida preso, uma família pode viver escravizada (por  dividas, por ex.), uma nação pode perder a soberania durante séculos que as realidades que são não morrem.
Hoje é o ultimo dia de campanha na Escócia, os escoceses terão que escolher entre continuar no Reino Unido ou recuperar a independência.
Desejo-lhes coragem! Sim, a independência vale os sacrifícios, que os não são, porque a vida sem independência a não é.

São tempos de mudança, no mundo, é tempo de acabar com a abusiva ligação da nação à direita política. Quando os nazis mataram os alemães que eram judeus não foram nacionalistas, foram criminosos. O internacionalismo constrói-se em liberdade, assim como só podemos ser indivíduos interdependentes se, antes (e simultaneamente!) formos independentes. Se um individuo não quiser ter nação, esse é um direito dele. Não precisamos de ideologias mas não neguemos os afectos.

É com afecto que desejo aos escoceses coragem, neste momento histórico. Coragem pelos povos do mundo, também, que neles têm os olhos.
mais algumas fotografia
Dia das eleições, 18 Set.: Apesar das feias chantagens dos políticos, ameaçando com perderem o uso da Libra ou terem que concorrer, de novo, a União Europeia, no terreno, o dia de hoje, as eleições,foram uma lição de civismo.
Dia 19, o resultado: O Referendo, muito participado e, em geral, com um comportamento exemplar das pessoas, deu a vitória ao Não. A Escócia mantem-se no Reino Unido.

sábado, 13 de Setembro de 2014

Marcha cidadã contra as alterações climáticas


21/Setembro/2014 13:00 horas 

Largo do Toural, 4810 Guimarães, Portugal
Guimarães, Distrito de Braga

Neste momento estão previstos 2570 eventos, em todo o mundo, ao mesmo tempo, a 21 de Setembro, o equinocio do Outono.   Há varios no Sul de Portugal mas, no Norte, apenas esta  concentração em Guimarães.

Estamos em vésperas de uma Cimeira da ONU sobre o assunto e é preciso mostrar-lhes que as pessoas  exigem medidas eficazes.
O risco de o gelo que cobre as tundras, no Ártico, derreter e libertar para a atmosfera o metano que retém é crescente, esse perigo é iminente. Com o metano o efeito de estufa multiplica-se, em relação ao que o CO2 está a fazer.
As companhias de petróleo, a quem tais medidas não interessam, controlam a informação, melhor, fazem a sua propaganda com muita eficácia. Consiste ela em transformar uma certeza, comprovada por uma comissão da ONU com 600 cientistas, há uns anos, numa “hipótese”, a "hipótese de vir a haver alterações climáticas, no futuro". Funciona, a propaganda, como sempre!

Que nos convençam de que temos que pagar juros pelas notas que fabricam, apenas nos empobrece, até à miséria, a prazo. Convencerem-nos de que não há efeito de estufa, mata-nos, a prazo!
Convencerem-nos de que o prazo é muito longo, jogarem no egoísmo que esquece as gerações futuras, é crime e mentira — porque as alterações climáticas já são visíveis e aumentam sem que tenhamos qualquer controle.



//

//

/

/

Uma luz acesa

Uma luz acesa
O farol da fortaleza do Bugio, na foz do Tejo

Araras azuis